sexta-feira, 25 de setembro de 2009

As pessoas mudam

Seja por um motivo ou outro, as pessoas mudam, digo até , dia após dia, são tantos os sentimentos e sensações pelos que passamos que a mudança se torna inevitável.
Estudo comprovam que o ser humano possui um reflexo incondicional para fugir de tudo que o causa dor e frustração, sendo assim, nosso cérebro cria bloqueios emocionais a certas situações. Quando sofremos qualquer tipo de constrangimento ou dor, passamos automaticamente a evitar situações que possam reincidir nestes sentimentos.

Tudo que se fez e se sentiu no passado reflete no nosso presente, assim como nosso presente com certeza refletirá no futuro.

Hoje por exemplo, tem muitas coisas que faço que não fazia há um tempo atrás, assim como tem muitas coisas que eu fazia e que já não acho devido, as situações cotidianas foram me mostrando o que se encaixava no contexto do que eu sou e as coisas das quais eu realmente era capaz, assim como as coisas que direta ou indiretamente me prejudicavam.

Se você me conheceu a um mês e não me viu desde então, pode ter certeza que encontrará uma nova pessoa, assim como eu a encontrarei e reconhecerei qualidades e defeitos recentes. Claro que isto não quer dizer que houveram mudanças drásticas, neste caso, apenas o comportamento, este que pode ser influenciado inclusive pelo fluxo de adrenalina(momentânea).

Há de se explicar que as mudanças ocorrem no modo comportamental, às vezes físicos, mais raramente nos princípios, a mudança de princípios ocorre devido ao grau de importância dos acontecimentos, estes que acabam causando traumas, neste caso podendo chegar ao ponto de ter que ser tratado por profissional.

Um exemplo simples, quem não teve aquele dia que acordou de mau humor e nem sabia o porque? Até chegam a perguntar se por um acaso a gente “acordou com os pés destapados”, esta variação pode ter ocorrido devido a um simples sonho, simples, que dependendo, pode ter um grau de importância tamanha a ponto de mudar os princípios de alguem ou traumatiza-lá pro resto da vida.

Um exemplo mais grave, alguem passa por um afogamento, o trauma gerado pelo desespero pode ser tão grande a ponto desta pessoa passar a ter fobia de agua, não podendo nem mais entrar em uma banheira.

Resumindo, as pessoas mudam e são muitos os fatores e motivos, então não se apavore se em um determinado momento você não reconhecer alguem com quem convive a muito tempo, isto faz parte da natureza humana. Inclusive você pode ter mudado e nem mesmo percebido.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

RELACIONAMENTOS

Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa:

- 'Ah, terminei o namoro... '

- 'Nossa, quanto tempo?'

- 'Cinco anos... Mas não deu certo... Acabou'

- É não deu...?

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores. Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos esta coisa completa. Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama. Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel. Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador. Às vezes ela é malhada, mas não é sensível. Tudo nós não temos. Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia. E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona... Acho que o beijo é importante... E se o beijo bate... Se joga... Senão bate... Mais um Martini, por favor... E vá dar uma volta. Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer. Não lute, não ligue, não dê pití. Se a pessoa ta com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família?
O legal é alguém que está com você por você. E vice versa. Não fique com alguém por dó também. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento. Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói. Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte. Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo. E nem sempre as coisas saem como você quer... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível. Na vida e no amor, não temos garantias. E nem todo sexo bom é para namorar. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar.
Enfim... Quem disse que ser adulto é fácil?


Arnaldo Jabor

Gente, postei por que achei tudo...

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Linda mensagem....




quarta-feira, 13 de maio de 2009

terça-feira, 12 de maio de 2009

Olha só...






Simplesmente linda a Luana, muito sucesso pra ti....

terça-feira, 5 de maio de 2009


Sorte de hoje: O maior erro na vida é ter medo de errar.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Aprendi..
Que amores eternos podem acabar em uma noite;
Que grandes amigos podem se tornar ferrenhos inimigos;
Que o amor, sozinho, não tem a força que imaginei;

Que ouvir os outros é o melhor remédio e o pior veneno; Que nunca conhecemos uma pessoa de verdade,
afinal gastamos a vida inteira para conhecermos a nós mesmos;
Que confiança não é artigo de luxo, e sim de sobrevivência;
Que os poucos amigos que te apóiam na queda são muito mais fortes do que os muitos que te empurram;
Que o " nunca mais" nunca se cumpre;
Que o "para sempre" sempre acaba;
Que minha família, com suas 1000 diferenças, está sempre aqui quando preciso;
Que ainda não inventaram nada melhor que colo de mãe desde que o mundo é mundo;
Que vou sempre me surpreender, seja com os outros ou comigo;
Que vou cair e levantar milhões de vezes...
E ainda não vou ter aprendido tudo!!!

quinta-feira, 23 de abril de 2009